Call to action: você conhece? Usa em seu site?

No marketing digital uma tática muito usada para converter visitantes em leads ou leva-los para algum outro conteúdo é o famoso call to action (simplificando: CTA). Como o próprio nome já sugere, esse recurso tem como objetivo estimular uma ação específica no público, como baixar um e-book, assinar uma newsletter, saber mais sobre um produto ou efetuar uma compra. Mas como fazer o CTA ideal?

Se você ainda não está por dentro dessa estratégia, fique tranquilo. Hoje, explicaremos aqui o que são os CTAs, quais benefícios eles podem trazer para o seu site. Além disso, você vai descobrir quais são as melhores práticas para criar estratégias de sucesso! Vamos lá?

O que é call to action?

Trata-se de uma expressão que vem do inglês e significa, literalmente, “chamar para a ação”. O objetivo do CTA é exatamente esse: estimular o público a agir conforme uma indicação dada pela sua empresa. Ele é usado em diversos tipos de estratégias de marketing digital.

Você encontra o call to action, por exemplo, ao final de um post de blog: no qual ele exerce o papel de convidar o leitor a baixar um e-book para aprender mais sobre algum assunto, ou visitar outro post do blog, ou ainda assinar a newsletter.

Vídeos também contêm CTA quando terminam pedindo para que o espectador compartilhe o link em suas redes sociais ou se inscreva em determinado canal. Outro tipo muito comum de CTA que vemos por aí são aqueles botões em sites de compras que chamam visitante para comprar agora ou conhecer mais.

É importante ressaltar que o CTA pode ser apresentado tanto em forma de botão, como link no corpo do texto ou até mesmo em discursos orais (como é o caso dos vídeos).

Quais os principais benefícios do CTA?

Quando o visitante acessa uma página, ele o faz com interesse em algo que encontrará ali. Primeiro, sua atenção e seu interesse serão despertados pelos conteúdos encontrados e, ao final, ele pode ou não desejar seguir determinada ação – seja a compra de um produto ou simplesmente acessar algum outro conteúdo complementar.

O CTA entra em cena para facilitar a decisão do usuário. Afinal, caso não encontre uma sugestão clara, muitas vezes o visitante nem cogitaria tomar a atitude desejada pela empresa. Por isso, ao indicar um próximo passo para o público, o CTA estimula a conversão planejada pelo anunciante.

Como aplicar CTAs em meu site e blog?

O CTA deve ser planejado sempre de acordo com o conteúdo encontrado no site. É preciso ser coerente em suas estratégias: criar um artigo inteiramente educativo, sem citar os produtos da empresa em nenhum momento, mas usar um CTA chamando o visitante para realizar a compra pode ser pouco efetivo; afinal, muitos dos usuários que acessaram o seu material ainda não estarão preparados para realizar uma compra.

Existem algumas dicas que devem ser levadas em conta na construção de bons textos para CTAs. Usar verbos no imperativo, como “compre” ou “acesse”, por exemplo, é uma boa pedida. É interessante também ser bastante claro e objetivo com o que o CTA fará pelo usuário, selecionando palavras que criem urgência como, por exemplo, “hoje” ou “agora mesmo”.

Uma outra boa dica é fazer testes: crie CTAs diferentes e observe quais geram os melhores resultados. Aqueles que estimulam mais cliques dos visitantes são os que devem ser usados com maior frequência. Analise as características que podem ter levado a isso (cor, fonte, tamanho do botão, localização, palavras utilizadas, entre outros) e aplique-as em suas próximas estratégias. Como mostramos sempre aqui no blog, use e abuse dos dados de todas as suas ações para conseguir ser cada vez mais efetivo.

 

Como você viu, um bom call to action é fundamental para gerar conversões no seu site ou blog. Selecione os melhores CTAs para sua estratégia e não se esqueça de mensurar seus resultados!

Se você gostou do conteúdo continue acompanhando o nosso blog e fique sempre por dentro de todas as novidades do Marketing por Dados!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *