Marketing de Conteúdo: um passo a passo para acertar nessa estratégia

 

Marketing de conteúdo está na boca do povo! Muita gente já viu, leu sobre e até já faz em sua empresa (ou acha que faz!). Por isso, nosso objetivo é reforçar algumas diretrizes dessa estratégia e mostrar como o Marketing por Dados pode contribuir, em muito, para a sua estratégia de conteúdo.

Como já é de praxe, antes vamos relembrar um pouquinho sobre o que é o marketing de conteúdo.

Conteúdo X Marketing de Conteúdo

O fato de ter um blog, uma página da sua empresa no Facebook não significa que você está fazendo marketing de conteúdo, significa que você está colocando conteúdo na internet. Hoje, chamamos de conteúdo o post de um amigo no Instagram, um tweet da sua celebridade favorita, um meme divertido, ou seja: todo mundo faz conteúdo.

Marketing de conteúdo tem haver com estratégia, com análise de dados, com adequação ao ciclo de compras do consumidor e relevância para o seu público-alvo. Seu objetivo com marketing de conteúdo deve ser sanar as dores das suas personas, atrair seu cliente e oferecer um material de qualidade. A própria palavra Marketing em um peso semântico muito importante nessa jogada toda.

A grande jogada do marketing de conteúdo é fazer o seu cliente te achar antes mesmo de ele precisar comprar alguma coisa. Imagine, por exemplo, uma pessoa que começou a praticar corrida. Antes de ela procurar pelo tênis para comprar, ela vai buscar locais para correr, o que se alimentar, benefícios da corrida… Se você é uma marca de tênis e tem um blog abordando todos esses assuntos, você já cria um relacionamento com seu futuro cliente antes mesmo de ele pensar em comprar.

Segundo o DemandMetric, o marketing de conteúdo custa 62% menos do que o marketing tradicional e gera em torno de três vezes mais leads. Ou seja, é uma estratégia que se bem utilizada traz muitos resultados.

Mas aí você se pergunta: ok, então como fazer esse tal de marketing de conteúdo? Para te ajudar nessa tarefa, listamos 3 pontos essenciais que você precisa se atentar para começar a sua estratégia (baseada em dados!).

Planeje bem!

Tudo começa com o planejamento, inclusive a sua estratégia de marketing de conteúdo. Se você ainda não faz MC ou quer reestruturar o que você já faz, essa etapa é extremamente importante para que você consiga desenhar a sua estratégia.

Aqui, aconselhamos seguir os seguintes passos:

Pesquisa de mercado e benchmarking: Nesse primeiro momento, é hora de coletar os dados  do cenário econômico, do seu nicho de negócio, analisar os números sobre crescimento ou retração do seu mercado. Aqui também é o momento de dar uma olhadinha no que os seus concorrentes estão fazendo quando o assunto é conteúdo. Observe quais redes sociais eles usam, periodicidade de postagens, tipo de conteúdo mais engajante. Mas não custa lembrar: nada de copiar a estratégia do outro! Você deve entender como o seu concorrente age mas traçar o seu plano tático.

Crie suas personas: Para uma estratégia de marketing de conteúdo efetiva você precisa conhecer bem o seu público para que, assim, você consiga produzir um conteúdo relevante. Por isso, você deve criar as suas personas, que nada mais são do que uma espécie de público-alvo mais aprofundado.

Para criar a sua persona, você precisa fazer entrevistas com pessoas reais e que possuem o perfil do seu negócio. O principal objetivo é descobrir qual é a principal dor que elas têm, o que gostam de fazer nas horas livres, quais as redes sociais elas mais utilizam, entre outras. Nessa entrevista, você traça um perfil do seu consumidor que vai muito além do demográfico.

Se seu produto está começando agora e você ainda não possui um cliente para entrevistar, se agarre aos dados que as ferramentas e pesquisas podem te proporcionar. Como é o caso da pesquisa sobre os novos jovens feita pela Cappra, que você conferiu no capítulo um!

Se você sabe que a sua persona tem o hábito de compartilhar conteúdo no facebook, tem 25 anos e ama cachorros, você vai conseguir fazer um conteúdo muito mais específico e de acordo com as dores que ela tem. As personas irão guiar a produção de conteúdo de sua empresa.

Outro ponto muito importante, ainda sobre personas, é que elas devem te acompanhar sempre. Não é algo que fica só na etapa da de planejamento da sua estratégia de marketing de conteúdo. Ela deve ser o grande regente do seu trabalho.

Escolha os canais: Depois de conhecer a sua persona, você deve escolher em quais canais você irá atuar para atingir o seu público. Se a sua persona está mais no Facebook, é interessante você ter um. Se ela consome muito conteúdo de blog, pode ser uma boa apostar nesse veículo. Por isso reforçamos: tudo deve ser feito com base nos dados para que você não desperdice esforços em algo que não trará resultados.

Outro ponto muito importante a ser trabalhado neste tópico: não entre na síndrome do objeto brilhante e nem tente abraçar o mundo. Não é porque uma nova rede social foi lançada nesta semana que sua empresa precisa estar presente nela. Se a sua persona está em 4 redes sociais, mas você só consegue agir em duas, não se desespere. É melhor ter um blog e um Facebook bem trabalhado do que várias redes com conteúdos irrelevantes e repetitivos.

Ponha a mão na massa!

Depois de planejar a sua estratégia baseada nos dados que apresentamos acima, está na hora de colocar a mão na massa e começar a produzir seu conteúdo. Aqui também sugerimos seguir algumas dicas que podem te ajudar a não fugir do planejamento. Confira:

Calendário mensal e semanal: É muito importante organizar as suas pautas por mês e depois quebrá-las em semanas. Isso te ajuda a ter uma visão macro das suas ações e te auxilia a distribuir melhor seu conteúdo, evitando temas parecidos e maçantes. Porém, não se atenha somente ao calendário. Se você programou um post para o dia 15 sobre determinado tema, mas o cenário mudou e você tem uma ideia mais legal, nada te impede de fazer a substituição.

Aconselhamos a fazer a pauta mensal sempre no início do mês (após mensurar como foi o resultado do mês anterior) com apenas os tópicos macro a serem trabalhados. O semanal, como o próprio nome já diz, deve ser realizado toda semana e já conter o post em si: descrição e imagem.

Faça conteúdo relevante e não fale só de você: Quem gosta de um amigo que só fala dele mesmo? O grande diferencial do marketing de conteúdo é sanar a dor do seu cliente em qualquer momento do funil de vendas. Se nas suas redes sociais você fala só de você, muito provavelmente você não está sanando a dor da sua persona. Pense sempre que as pessoas precisam de um motivo para querer te seguir. Esse motivo é o seu conteúdo. Por isso, aposte em textos e posts interessantes para o seu público.

Diversifique as formas de comunicar: Já existem várias empresas fazendo conteúdo online. Por isso, para se destacar você precisa diversificar as suas formas de comunicar. Por que ao invés de fazer uma resenha em formato de post de blog, você não opta por um vídeo no Facebook? Busque sempre trabalhar o seu conteúdo em formatos variados e que atinjam sua persona. Além disso, não publique as mesmas coisas em todas as redes sociais. Cada uma possui um perfil de público e de conteúdo, por isso diversificar é a palavra-chave.

Fique atento ao timming: No mundo online tudo muda muito rápido. Hoje algo pode ser o assunto do momento, amanhã já mudou. Por isso, fique atento ao momento da sua comunicação. Olhe sempre o cenário econômico, social, cultural e até mesmo as zueiras antes de fazer o seu conteúdo. Isso vale tanto para o lado negativo quanto para o positivo. Existe algum assunto rolando que você pode aproveitar um gancho? Algo que está bombando na internet?

Personalize suas imagens: Assim como seu conteúdo deve ser únicos, as imagens que você utiliza também devem ser. Por isso, sempre que opte por utilizar imagens internas, feitas pela própria empresa. Se você não tem determinada imagem e precisa fazer uso do banco de imagens, tente personalizar as fotos para dar a cara da sua marca.

Seu conteúdo precisa ter destaque: Em uma era onde “todo mundo” faz marketing de conteúdo e 7 em cada 10 empresas fazem uso dessa estratégia, você precisa fazer com que seu conteúdo seja encontrado. Para isso, além de ter um conteúdo bom, completo e relevante, você precisa, muitas vezes, contar com o apoio da mídia online. Sim, o marketing de conteúdo é um parceiro da mídia, e não um rival. É claro que a grande questão é fazer o seu público chegar até você organicamente por meio do seu conteúdo, mas até você adquirir uma relevância, se tornar conhecido, a mídia é uma grande amiga.

O SEO tem que ser seu amigo: Não vamos nos aprofundar nesse tópico, mas uma boa dica é construir um conteúdo em cima de palavras-chave que estão tendo um volume de buscar maior, utilizar URL’s amigáveis, abusar dos subtítulos (h1, h2, h3..) e nomear intencionalmente as suas imagens.

Comunique-se seguindo o funil de vendas: Você precisa ter conteúdo para todas as etapas do ciclo de compras do consumidor para fazer com que a sua persona avance no seu funil de vendas. Por isso, pense em pautas que se encaixam para todas as etapas do ciclo.

Mensure e analise tudo!

Estamos em um blog sobre Marketing por Dados, então essa parte não poderia faltar. Em um trabalho de marketing de conteúdo, você p-r-e-c-i-s-a mensurar todas as suas ações.

Não adianta publicar e esquecer. Extraia todos os dados que você precisa das plataformas que você utiliza, cruze as informações e analise-as. No momento de analisar, lembre de olhar todas as variáveis que podem influenciar no desempenho do seu conteúdo.

Se o seu post teve um engajamento maior, por exemplo, você não pode pensar direto “foi porque o conteúdo desse post agradou mais”. Olhe a hora em que ele foi publicado, qual foi o comportamento das pessoas que se engajaram, lembre o que estava acontecendo na internet naquele dia (estava acontecendo algum evento e as pessoas naturalmente estavam mais nas redes sociais?). Como falamos no primeiro capítulo, Marketing por Dados não é lugar de achismos.

Analisando todas as variáveis e os dados disponíveis, você vai conseguir ter insights mais assertivos e que vão acrescentar na estratégia que você está adotando e até mesmo te mostrar novos caminhos que você pode seguir.
Por isso dizemos que o marketing de conteúdo é um ciclo sem fim (escute a música do Rei Leão em sua mente). Isso porque com base nos dados que você acompanhou e com nas análises que você fez, você consegue readequar o seu planejamento, lapidar o seu perfil de conteúdo e começar todo o processo novamente. Por isso os dados são tão importantes.

Esse artigo é, originalmente, um capítulo do e-book Aplicando o Marketing por Dados. Para baixar o material completo, clique na imagem abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *