7 motivos para trabalhar com o Marketing por Dados

Nos últimos 10 anos tivemos uma explosão de novas formas de fazer marketing. Foi marketing digital, inbound marketing, marketing de retenção, marketing político, marketing viral, entre vários outros.

A criação desses nomes faz parte da essência do marketing e de uma das 22 leis criadas por Al Ries. Mais especificamente a segunda, que fala: “se é impossível ser o primeiro em uma categoria, deve-se inventar uma nova e assim conseguir ser o pioneiro no mercado.”

Temos falado aqui no blog muito sobre o Marketing por Dados pois acreditamos que esse é um caminho sem volta para as empresas, como foi o marketing digital.

Em 2007 o marketing digital ainda estava sendo visto como uma moda e/ou desconfiança por empresas de todos os portes. Quem arriscou primeiro nadou de braçada em seus mercados por ter começado cedo em algo que muitos ainda desconfiavam.

Por se tratar do momento em que estamos vivendo, acredito que o Marketing por Dados pode ser a grande novidade em empresas de todos os portes, mas todas elas precisam mudar a sua mentalidade para ter o MD implementado em suas companhias.

Por que o Marketing por Dados?

Enxergo que o Marketing por Dados está exatamente no mesmo momento em que o marketing digital estava em 2007. O olhar de desconfiança para esse “novo formato” ainda é grande, porque existe uma falta de compreensão em relação o conceito, além de termos poucos “cases” de sucesso no Brasil e até mesmo no mundo.

O Marketing por Dados não é uma nova forma de fazer marketing, mas é algo necessário para se fazer marketing, pois atua na compreensão do que está acontecendo e o que pode ser feito, eliminando as suposições e os “acredito que isso pode dar certo”.

É correto ter a desconfiança e não saber o direcionamento que isso pode tomar, mas da mesma forma que o marketing digital foi um caminho sem volta por conta da digitalização do mundo, o Marketing por Dados traz a mesma necessidade por conta da “datificação” de tudo.

No artigo “O que é Marketing por Dados” falo um pouco sobre as possibilidades do MD. É inevitável que nossa privacidade tenha acabado. Até dormindo estamos gerando dados com as famosas fit bands que mostram como você dormiu, se foi bom ou não, entre várias outras informações para melhorar seu momento de descanso.

O marketing digital trouxe um grande benefício para empresas: a economia em investimentos em mídia e a possibilidade de conseguir clientes por meio de tráfego orgânico oriundos do Google e trabalhos como inbound marketing.

Mas de que adianta você conseguir tráfego e não ter a mínima ideia do que está acontecendo?

O mais comum no marketing digital é ter a percepção do aumento de conversões e vendas após o trabalho de SEO, Adwords entre outros recursos, mas não se sabe de onde está vindo o resultado de fato.

Aí que os dados entram. Um exemplo muito comum que já utilizamos na Buscar ID, para um cliente que vende ar condicionado em seu e-commerce, foi o de aumentar o investimento em cidades que estavam fazendo muito calor. Nesse caso, estamos misturando dados próprios (GA e Adwords) com dados sociais do clima tempo, que nos mostra regiões mais quentes naquele dia.

Não podemos mais nos preocupar apenas em conseguir tráfego qualificado para nossos sites, e-commerce e empresa. Tráfego por tráfego, a praça da esquina tem muitas pessoas, estádios de futebol tem milhares de pessoas.

Veja 7 motivos para investir em Marketing por Dados a partir de hoje e seja pioneiro em seu mercado.

7 motivos para investir em Marketing por Dados

  1. Saiba exatamente o que está fazendo

Empresas estão investindo em marketing, mas muitas vezes não se preocupam em como vão adquirir audiência e analisar o que essa audiência está fazendo em seu ambiente digital.

É relativamente comum vermos profissionais preocupados em encontrar no Google Adwords e Facebook Ads anúncios que estão tendo melhor conversão para otimizar as campanhas e assim melhorar os resultados.

O Marketing por Dados lhe dá uma percepção além da ferramenta e vai mostrar informações como: “dos anúncios que melhor estão performando, qual o perfil com  o maior Life time value ou maior ticket médio?” O que quero dizer com isso é que não vou focar no anúncio em si.

Além disso, o MD lhe permite cruzar dados para gerar informações mais ricas para o negócio, como esse que acabei de mostrar.

Outra informação rica é entender a real relação entre o crescimento de uma empresa e a aquisição de clientes. Ouço muito falar que é necessário aumentar o número de clientes absurdamente para crescer. Vamos a um exemplo.

Em uma análise por meio do cruzamento de dados, podemos identificar o seguinte cenário: Nos últimos 12 meses, o crescimento da empresa foi devido ao aumento do ticket médio e upsell realizado com os próprios clientes. O que isso quer dizer?

Quer dizer que, o meu esforço para executar os projetos dentro da empresa foi muito menor que iniciar novos projetos correndo menos riscos, quando se trata de upsell.
Como o upsell é realizado por meio de clientes que já estão na carteira da empresa, a venda fica muito mais ágil e barata de realizar.

Em contrapartida, adquirir clientes com maior ticket médio requer um esforço maior, pois o tempo para evangelização e prova de que seu produto ou serviço é realmente uma boa solução, aumenta. Isso gera maiores custos para a empresa à curto prazo porém a longo prazo esses clientes são mais rentáveis.

Com esse cenário, você diria que manter esse caminho seria o ideal, certo?. Mas quando começamos a cruzar dados de outros setores, podemos ter algo sombrio que antes não era visualizado.

Mas, se tivermos dados mostrando que, normalmente os clientes com maior ticket médio têm maior chance de churn (cancelar o contrato) por motivos ainda não conhecidos, o que você faria com essa nova informação?

E aí? Se tivesse ficado apenas com aquelas informações iniciais, com certeza teria sucesso à curto prazo, aumentando contratos e receita, mas poderia ter problemas sérios no futuro.

É bem esse o caso quando citei o exemplo do marketing digital logo acima. De que adianta ter audiência se não analiso o que realmente ela está me proporcionando com sua visita?

2. Fuja do achismo

Nunca traga uma opinião para um debate sobre dados. Esse é o lema que precisamos adotar em todas as empresas daqui para frente.

Chega de tomar decisões por achismos. Isso mata qualquer um. Está na hora das empresas serem maduras e pararem de querer ter apenas curtidas, visitas e conversões. Isso pode não dizer muita coisa sobre o seu negócio.

3. Organizar seus dados

Em nossas empresas e mercados os dados estão sendo gerados a todo momento, certo? Precisamos já pensar em organizar tudo isso. É muito comum empresas lotarem planilhas de dados e espalhá-las em seus servidores sem qualquer organização.

O costume de criar várias planilhas, acaba sendo oneroso no momento em que existe a necessidade de gerar informação, como criação de relatórios gerenciais. Para gerar qualquer informação útil para tomar decisões, é preciso organizar os dados para então compreender o que eles querem dizer.

Para trabalhar com Marketing por Dados, é necessário organizar seus dados para agilizar processos e tomadas de decisão.

Ter dados espalhados em diversas planilhas, ferramentas e recursos só traz perda de dados, agilidade e dinheiro no final das contas. Já imaginou ter tudo organizado e centralizado?

Essa é uma oportunidade que o Marketing por Dados traz para sua empresa. De organizar os dados que já existem e criar novos de forma padronizada. Não será fácil organizar tudo o que foi gerado, mas é fundamental. Só assim você conseguirá ter uma visão cirurgica do negócio, eliminando ruídos e possibilitando decisões que geram um crescimento mais saudável.

Como organizar meus dados?

Para organizar seus dados existem diversas metodologias, processos e formatos. Segue um caminho bacana com 6 passos que funcionam bem aqui na Buscar:

1.Identifique o que você precisa saber e/ou organizar

2.Categorize ou clusterize as informações por setor da empresa

3.Padronize o formato de exibição da informação para todos os setores por meio da categorização

4.Crie métricas e KPIs para facilitar o acompanhamento do que quer saber

5.Crie um padrão de visualização da informação (dashboards, scorecard, textos, pautas etc)

6.Crie todo novo documento ou processo, com essas premissas.

4. Economizar tempo

Após a organização dos dados, com a ajuda do Marketing por Dados você pode automatizar toda geração da informação necessária, gerando uma economia incrível de tempo dedicado para essa ação.

Existem diversas formas de fazer isso, mas uma bem comum é ter uma planilha modelo apenas para inserir os dados com um “copiar e colar”. Porém, esse formato não é muito seguro. Isso porque o arquivo da planilha pode corromper em algum momento, além da chance de ser preenchida de forma errada.

O caminho mais seguro e confiável é a criação de integrações das ferramentas utilizadas, como CRM, ERP entre outros softwares. Com as integrações, é possível fazer todas as ferramentas conversarem entre si e ter as informações em dashboards, tudo isso em tempo real!

Existem diversas soluções no mercado como o ID control da Buscar ID que oferece ainda um profissional para lhe ajudar a compreender melhor os dados e evoluir o mindset de mensuração de sua empresa.

Sem dúvida alguma, a economia que sua empresa terá com automação na geração de informações essenciais para o negócio será muito grande.

5. Saia à frente de seus concorrentes

Você pode ser um pioneiro em seu mercado e transformar seu negócio por meio dos dados. Não se engane achando que o Marketing por Dados entra após a aquisição do tráfego em sua empresa. Ele deve ser usado também para compreender a melhor forma de adquirir audiência, pois dele podemos entender quem é seu público e onde eles estão.

A grande vantagem nos dias de hoje é que temos recursos acessíveis para todos os portes de empresas, como Hotjar, Navegg, Google Analytics entre outras.

6. Tome decisões mais acertadas

Com os dados em mãos, precisamos transformá-los em informação para tomarmos decisões acertadas. Ter um bando de números e letras em um relatório não adianta nada.

O valor dos dados está em como geramos informação por meio deles. É isso que pode mudar seu negócio.

O cuidado na geração da informação é crucial, pois se geramos informação errada ou incompleta, todo o trabalho pode ser comprometido. Por isso, tenha a certeza de que está utilizando todas as fontes necessárias para gerar informação e tomar uma decisão.

7. Se prepare para o futuro

Se você chegou até aqui, viu que o caminho para o Marketing por Dados é inevitável. Em 5 anos, empresas que não tomarem decisões por meio dos dados estarão fadadas ao fracasso.

É exatamente o mesmo caso do marketing digital. Empresa que não trabalha esse braço do marketing nos dias de hoje, dificilmente se mantém no mercado.

Aproveite a oportunidade de errar, aprender e testar novas formas de trabalhar marketing e compreender melhor como implementar o MD em sua empresa.

A hora é agora. Não tenha dúvidas. Aproveite e baixe o nosso e-book “A anatomia do marketing por dados” e aprenda mais sobre o assunto. 

Conclusão

Aqui na Buscar ID, nos últimos 3 meses, reforçamos o nosso trabalho de Marketing por Dados em parceria com nossos clientes. Poucos ainda têm maturidade para começar de cara, mas aqueles que já iniciaram esse trabalho estão batendo recordes de venda.

Não fique parado e aproveite o momento. A hora é agora!

Se você quer saber mais sobre como aplicar o Marketing por Dados, clique aqui e baixe nosso e-book.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *